67 3326-0077

DIPLOMAÇÃO
BBO

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

Certificação de Excelência Clínica

 

O Ortodontista é um cirurgião-dentista que completou um curso de pós-graduação em Ortodontia reconhecido pelo Conselho Federal de Odontologia. Sendo ortodontista, o profissional está apto a submeter-se ao processo de diplomação pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO). O envolvimento nesse processo, por ser voluntário, demonstra o interesse do mesmo no aprimoramento da excelência de seu trabalho clínico.

 

O lema do Board Brasileiro de Ortodontia “Em Busca da Excelência com Ética e Respeito”, deve nortear a trajetória dos diplomados no exercício da Ortodontia. A certificação do BBO mostra a preocupação do profissional com seus pacientes e colegas de profissão, ou seja, trata-se de uma prestação de contas voluntária. Aqueles que se dispõem a se submeter aos exames do BBO, demonstram comprometimento profissional e idoneidade.

 

Profissionais com comprometimento não medem esforços para utilizarem a melhor evidência científica e alcançarem a excelência no seu trabalho, além de serem atualizados e obstinados pela qualidade. 

 

Pessoas idôneas são aquelas que agem com correção, sem que precisem ser fiscalizados ou cobrados por isto, são reconhecidos pelos princípios morais e atitudes voluntárias.

 

O processo de diplomação envolve prova escrita e avaliação de casos tratados pelo ortodontista. A prova escrita contempla os aspectos mais importantes do tratamento ortodôntico, como diagnóstico, planejamento e técnicas ortodônticas. Sendo bem sucedido nessa prova, o profissional está habilitado a apresentar casos clínicos, de diferentes más oclusões, tratados por ele, os quais serão avaliados por uma comissão examinadora do BBO. Sendo aprovado, recebe o título de “Diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial”.

 

Esse diploma é válido por seis anos. Após esse período, o ortodontista deverá submeter-se a novo exame, para atestar a eficiência de seu trabalho e manter o status de diplomado.

 

Fonte: BBO